Bem-vindo!

Prezado Colaborador, Seguidor ou Visitante, seja bem-vindo!
Este é mais um canal para prosseguirmos com nossa luta por melhores condições no transporte ferroviário do Rio de Janeiro. Sinta-se à vontade para realizar comentários nos posts do blog e nos enviar sugestões.
Contamos com a sua contribuição.

Saudações, Equipe do TrensUrbanosRJ.
E-mail: trensurbanosrj@gmail.com

quarta-feira, 1 de junho de 2016

OS TRILHOS QUE CORTAM UMA CIDADE: a formação urbana da Cidade de Duque de Caxias através da ferrovia.

As ferrovias estão um pouco esquecidas pelos governantes do nosso país e ao longo de sua história percebesse o quanto houve uma perda considerável de sua extensão quando se compara ao século passado. Alguns trechos das linhas férreas no Brasil estão abandonados e a população que vive a beira a linha férrea e das estações necessitam desse transporte público para se locomover. A linha férrea cria barreiras limitando o direito de ir e vir das pessoas, transformando em um deserto as ruas paralelas, principalmente à noite, provocando problemas de segurança e sanitaríssimo público. A via férrea cria zona de fronteiras, já que ela pode dividir um bairro, podendo desvalorizar um lado da via férrea e deteriorar da paisagem urbana através do seu abandono, fazendo-se pensar na formação de uma cidade cujo a ferrovia a divide em duas partes, uma de um lado da linha e outra do outro lado da linha.
Vista da Estação de Campus Elísios - Foto de Luiz Augusto Barroso - fonte: http://www.panoramio.com/photo/6803406

Neste sentido, estou preparando uma minha dissertação que tem por objetivo analisar a formação da cidade de Duque de Caxias junto a ferrovia que perpassa por três distritos da cidade. Estudando o percurso da ferrovia com suas dez estações de trem e os seus bairros e o comportamento das pessoas que moram em torno da via férrea e como estas pessoas se adaptaram a sua travessia para que possam se locomover para estes dois lados da linha férrea utilizado as passarelas, passagens de nível e até mesmo atravessando a linha quando nem mesmo há muros para demonstrar as pessoas quais são os limites delas e do trem, sendo assim, o estudo surgiu com o intuito de pensar historiografia para compreender a ferrovia no espaço social e sua influência.

Aguardem que vem mais história sobre a ferrovia em Duque de Caxias e a formação urbana do município.